Changeman Matérias

Changeman, o primeiro Super Sentai exibido no Brasil

10:00:00Redação


Por Jorge Sobrinho

Os Tokusatsus sempre fascinaram os brasileiros, afinal, desde os anos 60 e 70 as séries já eram exibidas nas emissoras. Contudo, todos os tokusatsus que passaram por aqui nesta época foram da franquia Ultraman (Ultraman, Ultraseven e O Regresso de Ultraman), além de Spectreman, Vingadores do Espaço, Nacional Kid e Ésper.

Na metade dos anos 80, a Rede Manchete de Televisão resolveu investir em novas séries tokusatsus. A primeira foi Jaspion, que estreou no dia 22 de Fevereiro de 1988, no Clube da Criança. Descobri por acaso este tokusatsu, naquela época não me ligava muito na programação de outros canais de televisão, por isso só vim a assistir do terceiro episódio em diante. No sábado, dia 27, daquela mesma semana lá estava eu, junto dos meus irmãos para assistirmos a mais uma aventura do “Tarzan Galáctico”, porém para nossa surpresa, a série exibida foi outra: O Esquadrão Relâmpago Changeman! Confesso que de início torci o nariz para aquele programa, afinal eu queria assistir Jaspion, não cinco heróis com roupas "collant" coloridas, que usavam muita coreografia para enfrentar os vilões, mas conforme fui assistindo aquele episódio, acabei entrando no contexto da série.

O que me chamou mais atenção em Changeman foi a forma de direção e narrativa das histórias, completamente diferente das séries tokusatsus que eu havia assistido. Até aquele momento, as séries que haviam sido exibidas (incluindo Jaspion) não tinham uma hierarquia no núcleo de vilões, da forma organizada como essa série tinha. Havia um grande líder (Sr. Bazoo), um comandante (Giluke), um braço direito (O Pirata Espacial Bubba), a guerreira com voz masculina Shima, o subalterno Gatta (que era o faz tudo do Império Gozma), além de Gyodai, um alienígena que só fazia dormir e só acordava na hora que era chamado. Achava muito legal essa organização hierárquica, algo que também existia no núcleo dos mocinhos: o Sargento Ibuki era o comandante do Esquadrão que tinha como líder Tsurugi Hiryuu (Change Dragon), Hayate Shou (Change Griphon), Ozora Youma (Change Pégasus), Sayaka Nagisa (Change Mermaid) e Mai Tsubasa (Change Fênix).

Os heróis na pose de transformação

A medida que eram exibidos mais episódios, fui conhecendo um pouco de cada personagem como o mulherengo Hayate ou a doce e meiga Sayaka, além dos dramas que cada um guardava dentro de si e que era destaque em algum momento, como no episódio "A Bola Dragão Salva a Humanidade", no qual vemos Tsurugi revelando que era um grande jogador de beisebol, mas por ter machucado involuntariamente um companheiro durante uma partida, largou um futuro promissor, guardando essa culpa dentro de si. Ou quando a Sayaka mostra seu lado materno em um episódio, cuidando de duas crianças que não tinham mãe.

Poder feminino! Change Mermaid e Change Phoenix
Considero Changeman uma série muito bem amarrada, apesar dos 55 episódios, em poucos momentos ela se arrasta, talvez por conta do grande número de personagens interessantes. No lado dos vilões, sem dúvida um dos mais charmosos é o Pirata Espacial Bubba, aquele que claramente foi inspirado em um Klingon, dos filmes da franquia Jornada nas Estrelas. Logo que bati o olho, percebi a semelhança. Mas fora esse detalhe, é um personagem rico, com uma história amargurada, ao mesmo tempo que determinado a seguir seus objetivos. É um dos meus vilões de tokusatus preferidos. A batalha final dele contra Change Dragon foi épica e guardo na lembrança até os dias de hoje.

Bubba e seus irmãos Klingons (qualquer semelhança é mera coincidência)

É claro que por se tratar de uma série voltada para o público infanto-juvenil, haviam muitos episódios bobos, uma características das séries Super Sentais e alguns muito divertidos, como o do Monstro Espacial “Roqueiro” Hara Ross, que conquistava a todos com sua música. Porém esses episódios eram bem distribuídos com outros mais dramáticos, destaco "O Príncipe das Estrelas", no qual conta a história do Príncipe Ícaro, Filho do Senhor Bazoo, e sua fixação em Sayaka por esta se parecer com sua falecida mãe. Um dos episódios mais emocionantes da série.

Changeman contou com arcos de episódios muito bacanas e que prendem a atenção do telespectador, especialmente as histórias que envolviam a personagem Nana, oriunda do Planeta Tecnolíquel, que teve sua família e seu planeta destruído pelo Império Gozma e se refugia na Terra em busca de viver uma vida tranquila. Durante um período de sua vida Nana desenvolve a Áurea Energética e quem se banhar nessa energia, teria um poder incrível. A vilã Ahames, que surge durante a série consegue se banhar na áurea e torna-se uma Super Vilã, dando muito trabalho aos Changeman. Ela contou com a ajuda do Trio Monstro (Gizan, Sheela e Sabu), que trouxeram terror a cidade de Tóquio. Foi um arco que contou com 05 episódios intensos, aonde Giluke morre pelas mãos do Sr. Bazoo e Nana torna-se adulta. Foi o ápice do seriado.

Quando o perigo era muito maior, os Changemans comandavam o "Change Robô"!

Changeman foi uma série que conquistou uma legião de fãs e que hoje o consideram o melhor Super Sentai. Foi sim uma grande série, mas não considero o melhor de todos os Sentais, mesmo entre outros da franquia que foram exibidos no Brasil. Ao lado de Jaspion, a série atingiu grandes audiências e uma infinidade de produtos foram lançados com os heróis.

A cada episódio exibido, no dia seguinte, haviam muita resenha durante os intervalos das aulas na escola onde estudava, guardo boas recordações deste período. Considero Tsurugi  (Change Dragon) o melhor “Red” das séries Super Sentai que assisti. Ele era firme e tinha liderança. Apesar de ter momentos de atrito com seus companheiros, era respeitado, além de ser compreensível. Dois episódios mostram este lado de Tsurugi: um é "Ayra – A Menina do Arco-Íris", onde o personagem se vê preso no seu uniforme de Change Dragon, perdendo sua vitalidade e mesmo assim mostra seu lado carinhoso com uma alienígena que conhecera no passado e o outro é "A Transformação de Shima", na qual a vilã perde a memória e é acolhida por ele, mesmo contra a vontade dos colegas.

A equipe transformada

Em 2009 a Focus Filmes lançou a série oficialmente em DVD, numa lata com direito a brindes como camisa, cards e pôster, para a alegria dos fãs. Changeman foi originalmente exibido no Japão de 1985 até 1986, sendo sucedido por Flashman, este seria o segundo Super Sentai a chegar no Brasil e que será o tema da nossa próxima matéria

Você também pode gostar

6 comentários

  1. Changeman realmente fez muitos fãns por aqui. Lembro até hoje da emoção ao assistir o primeiro episódio...hehehe. Excelente matéria,amigo. Parabéns!!!

    ResponderExcluir
  2. Os Changeman se mesclam a história do Tokusatsus aqui no Brasil. Não tem como não citar sendo que pertencem a um dos períodos mais marcantes da tv brasileira.
    Ótimo texto amigo Jorge. Adorei a ideia do projeto. PARABÉNS pela iniciativa.

    ResponderExcluir
  3. bom... segundo o tio donald (rodrigo paula) que escreve atualmente na revista neo tokyo (editora escala) changeman estrou na tv aberta em 28/11/1987 e reestreou junto com o jaspion no dia 22/02/1988 e dos 4 super sentais que passaram no brasil sem duvida alguma ele foi o maior super sentai exibido no brasil em segundo fica flashman de 1986, em terceiro maskman de 1987 e em quarto lugar dica google V de 1982.

    ResponderExcluir
  4. Pena que os japoneses não fazem mais super sentais como esses, os atores dos novos super sentais são todos afeminados, abobalhados cheios de babaquices.

    ResponderExcluir
  5. Pena que os japoneses não fazem mais super sentais como esses, os atores dos novos super sentais são todos afeminados, abobalhados cheios de babaquices.

    ResponderExcluir